>

..

Por Allyne Araújo, participação toda, e mais que, especial: Rita de Cássia..
Visitem o meu novo blog: Coffee Break ♫

escolha o idioma...

25.2.10

A meia noite...

"A meia noite as historias mais improváveis.. Alguém fala ao telefone e outra grita ao passar pela rua.
Alguém trabalha enquanto outro circula, uns dormem, sonham as mentes, jovens carregam correntes, mais goles de café.
Alguém assiste a Tv, navega o mundo sem sair do sofá. O sonhador observa novas constelações, enquanto amantes se beijam pelas mãos...
Fecham-se as portas ou mante-se abertas, há festa, música e expressão , é meia noite, não podemos esquecer, mais alguém ou alguma outra confusão poderão aparecer.
E ao chegarem ao clarão perdem-se pelas horas, pois, é deles as noites e madrugadas, quanto ao dia saldo, quem saberá amanhã?" Allyne Araújo.
     
  Um pouquinho da minha vida noturna para vocês... bjos!

11 comentários:

viick *-* disse...

obg pelo comentário no teencontroas5.blogspot.com adorei seu texto, é o meu horário preferido do dia/noite/madrugada, a meia noite *-*

Úrsula Avner disse...

Oi Allyne,

agradeço sua amável visita e interesse em acompanhar meu trabalho com poesias. Seja sempre bem vinda aos meus espaços na net. Seu blog é fofo ! Um abraço,

Úrsula

Natalia Araújo disse...

Muito, muito bom...
Vc soube observar um lado que ainda nunca tinha pensado pra fazer um texto.
Enquanto uns curtem a noite outros apreciam o sonho.
E assim é a vida... uns aproveitam cada instante e outros simplesmente dormem, na rotina, na acomodação.

Beijos.

meus instantes e momentos disse...

gostei daqui..
muito bom o texto.
Maurizio

Luna Sanchez disse...

Gostei muito dessa construção, com todos os paralelos.

Parabéns, moça!

Beijo, beijo.

ℓυηα

Katrina disse...

A vida renasce com o dia

Nine disse...

Ahhh...
A vida noturna, é interessantíssima!
Amei o texto.


e bem, a natureza não os cria, mas infelizmente, por ser justa o bastante, tem como consequencia a perpetuação de comportamentos tão gruturais e egoístas.
Infelizmente.

Obrigada pelo carinho lá no blog

abraço.

Úrsula Avner disse...

Oi Alyne

obrigada por seu carinho em meus espaços poéticos. Bj,

Úrsula

Lou Witt disse...

Eu adoro a vida noturna, se pudesse nem dormiria.

Obrigada pela visita, querida!

BeijO

Hana disse...

Olá vim fazer uma visita, vou vir sempre! vou deixar um carinho em forma de poesia, em agradecimento a sua visita em meu cantinho, muito obrigada.

Sou como você me vê.
Posso ser leve como uma brisa ou forte como uma ventania,
Depende de quando e como você me vê passar.
(Clarice Lispector)
Com carinho Hana

Sônia Brandão disse...

Uma visão interessante dos filhos da noite.

bjs

Related Posts with Thumbnails